UFSC » Centro Tecnológico
Centro Tecnológico da UFSC

Projeto seleciona dois bolsistas
Publicado em 29/07/2015 às 16:17

O Programa de Extensão “Indígenas e negros no ensino superior e em acervos virtuais” vai selecionar 2 bolsistas para realizar palestras divulgando as cotas, a assistência estudantil, vestibular e os cursos da UFSC em escolas públicas, prioritariamente da região da Grande Florianópolis. A bolsa é de agosto a dezembro de 2015. A formação nos temas acima será realizada durante o período do projeto.

Requisitos: ser estudante regular de graduação ou pós-graduação da UFSC; prioridade para ingressantes por cotas; disponibilidade de 6 turnos de 4 horas (manhã, tarde ou noite – sendo um para reunião e um para plantão); iniciativa; facilidade de comunicação, pontualidade.

Observação:  a média de trabalho será de 12h/semana, sendo maior nos meses de agosto/setembro; não serão utilizados os seis turnos da semana, mas a disponibilidade é importante para a marcação de palestras em escolas.

Processo de seleção: análise de currículo e entrevista

Inscrição: mande email para com curriculo e os dados abaixo

- Nome, curso de graduação ou pós, número de matrícula;

- Entrou ou não por cotas na UFSC? Se sim, por qual tipo de cota?

- Turnos disponíveis de 4 h (dias da semana com especificação de turno de manhã, tarde ou noite; minimo de 6 turnos)

NEamb faz oficina com parceria da UNIVALI
Publicado em 28/07/2015 às 9:19

No dia 22 de junho ocorreu uma oficina participativa com 53 acadêmicos de graduação do CTTMar/UNIVALI ministrada por alunos do Núcleo de Educação Ambiental (NEAmb) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) como resultado das ações de parceria e integração entre os cursos e projetos de extensão. 

As Universidades de acordo com o artigo 207 da constituição de 1988 “aproveitam de autonomia didático-científica, administrativa e de gestão financeira e patrimonial, e obedecerão ao princípio de indissociabilidade entre ensino, pesquisa e extensão”. É a partir deste contexto que os membros do NEAmb iniciaram sua participação na Semana Acadêmica do CTTMar (SAC), que aconteceu entre os dias 22 a 26 de junho de 2015.

O Núcleo, inicialmente, compartilhou com os alunos a trajetória do NEAmb desde a sua criação, apresentando alguns dos projetos que já foram realizados e os que estão em andamento, os quais são: Projeto Com-Vida-Ativo, Projeto CA Lixo Zero, Projeto Plantando Saúde, Projeto PróSUS e Projeto Fortalecimento da Extensão Universitária.

A partir de uma dinâmica participativa entre os integrantes do Núcleo de Educação Ambiental, estagiários do Laboratório de Educação Ambiental (LEA), Laboratório de Gestão e Valoração de Resíduos (LGVR) e os alunos da UNIVALI, juntamente com o Professor de Educação Ambiental, José Matarezi, e a Coordenadora do curso de Engenharia Ambiental, Janete Feijó, foi proposta uma atividade onde cada participante deveria compartilhar um ou mais sonhos com o grupo, sendo que foram formados sete grupos, cada um com um tema agregador, escolhido a partir dos sonhos expostos e de acordo com o consenso de todos os integrantes.

Os temas propostos foram: Práticas integradas de educação, saúde e bem estar; Difusão do conhecimento na comunidade; A criança como principal agente transformador na relação homem-natureza; Sociedade organizada multiplicadora; Atuar com a comunidade de forma voluntária; Multiplicação socioambiental e Responsabilidade e agir. Ao final, os grupos compartilharam seus projetos com todos os participantes, este projeto deveria conter um nome, resultados esperados e um público-alvo.

 

Membros do NEAmb e alunos na UNIVALI na apresentação da oficina

Membros do NEAmb e alunos na UNIVALI na apresentação da oficina

BAJA SAE procura mais um patrocinador
Publicado em 16/07/2015 às 9:30

A Equipe UFSC Baja SAE, formada totalmente por graduandos da engenharia da Universidade Federal de Santa Catarina, busca patrocínio através da conquista de likes no aplicativo Universidades + Starrett. A empresa patrocina diversos projetos educacionais em todo Brasil através do envio gratuito de produtos, especialmente, aqueles que possam ser úteis ao desenvolvimento de trabalhos acadêmicos.

A equipe UFSC de BAJA SAE já existe a mais de 17 anos e projeta e constrói protótipos de veículo off-road para competições universitárias. O BAJA SAE inclusive já foi até para o exterior competir com equipes do mundo todo.

Para ajudar a equipe acesse o link abaixo e siga as instruções

https://www.facebook.com/ufscbaja/photos/a.397314726997605.93546.163079543754459/955424111186661/?type=1

UFSC é aprovada pelo Capes como polo de mestrado profissional em Propriedade Intelectual e Transferência de Tecnologia
Publicado em 15/07/2015 às 9:03

A Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) será polo associado do mestrado profissional em Propriedade Intelectual e Transferência de Tecnologia para Inovação (Profnit). A gestão do polo Florianópolis fica a cargo do Departamento de Inovação Tecnológica (DIT), sob coordenação da professora do Departamento de Ciências Biológicas (CCB), Rozangela Curi Pedrosa, mas o curso vale para alunos de todos os centros, inclusive o CTC. Atualmente sediado na Universidade Federal da Bahia (UFBA) e coordenado pelo Fórum Nacional dos Gestores de Inovação e Transferência de Tecnologia (Forte).

Hoje, formam-se  pós-graduandos e pesquisadores graduandos sem acesso à informação tecnológica que se encontra nos documentos de patentes. A proposta do curso é qualificar, em nível de mestrado, os gestores dos Núcleos de Inovação Tecnológica e de atuação acadêmica, governamental e empresarial em ambientes de inovação. O Profnit – avaliado pela Capes com conceito 4 – abrange as áreas de Administração, Ciências Contábeis e Turismo.

Mais informações pelo e-mail  ou pelo telefone (48) 3721-9628

PIICT distribui mais de 800 bolsas de iniciação científica e tecnológica
Publicado em 13/07/2015 às 15:56

O Programa de Iniciação Científica e Tecnológica da Universidade Federal de Santa Catarina (PIICT/UFSC) distribuirá 892 bolsas para 2015/2016, incluindo-se as da quota do Fundo Nacional de Telecomunicações (Funttel) e as do Pibic-EM. Foram divulgadas, no dia 6 de julho, 793 bolsas, das quais 742 são de iniciação científica (Pibic) e 51 de iniciação tecnológica (Pibiti). O resultado do Pibic-EM, que oferecerá 87 bolsas, será divulgado nesta sexta-feira, 10 de julho; em outubro, serão implementadas as 12 do Funttel.

A principal novidade é o aumento da contrapartida da UFSC em cerca de 30%, correspondente a 65 novas bolsas, das quais 60 para o Pibic e cinco para o Pibiti, atingindo, este ano, 305 bolsas – em 2012, eram 135.  O PIICT aprovado em maio de 2014 pelo Conselho Universitário (CUn) prevê que a UFSC deva oferecer ao menos uma bolsa para cada bolsa financiada pelo CNPq.

Este ano, houve um total de 1.343 solicitações: 1132, Pibic; 124, Pibiti; e 87, Pibic-EM. O percentual médio de atendimento das propostas submetidas foi de 63,14% no Pibic/Pibiti e de 100% no Pibic-EM. O CNPq orienta que o percentual máximo de atendimento fique abaixo de 80%, para que o sistema seja competitivo e seja possível julgar o mérito dos projetos.

As unidades com percentuais mais altos de atendimento são: CFH, com 84%; CTC, com 78,20%; e CCA, com 68%, enquanto as que apresentaram menores percentuais de atendimento foram Curitibanos, com 26,42%; Blumenau com 37,50%; e CCS, com 45,59%.

Quotas de bolsas recebidas

Das 15 unidades, considerando-se os quatro campi – Araranguá, Blumenau, Curitibanos e Joinville –, apenas o CCA e o CCJ receberão menos bolsas em comparação com o período anterior. Todos as demais receberão uma quota igual ou maior para 2015/2016.

UNIDADE 2015/2016 2014/2015
Araranguá 24 21
Blumenau 21 9
Curitibanos 14 12
Joinville 29 21
CCA 59 63
CCB 80 64
CCE 52 48
CCJ 14 16
CCS 59 55
CDS 9 9
CED 21 19
CFH 84 81
CFM 84 83
CSE 32 19
CTC 208 208

 

Segundo o pró-reitor de pesquisa, Jamil Assreuy, “O número de quotas recebidas depende da quantidade de PQs (bolsistas de produtividade em pesquisa) existentes em cada unidade, do número, nível e dimensão dos programas de pós-graduação e da quantidade de propostas submetidas qualificadas. Para estimular a pesquisa nos campi, a resolução do PIICT prevê que pelo menos 25% das bolsas de contrapartida da UFSC sejam distribuídas para essas unidades”.

O processo de seleção de bolsas de iniciação científica e tecnológica, totalmente descentralizado, conta com avaliação externa de consultores ad hoc, pesquisadores de produtividade do CNPq. As comissões internas, compostas por pesquisadores PQ ou com produção científica equivalente, são indicadas pelos diretores de unidades e nomeadas pelo pró-reitor de Pesquisa para o Pibic. No caso do Pibiti, existe uma única comissão presidida pela diretora do Departamento de Inovação Tecnológica, Rozangela Pedrosa, e os seus integrantes são indicados pelos diretores das unidades, com base nos expertises dos seus docentes em desenvolvimento tecnológico e inovação. Cada proposta é avaliada por dois pesquisadores, e o resultado é homologado pela comissão. Todo o processo é feito pela Plataforma Pibic-Online. Os resultados das avaliações feitas pelas comissões são avaliados pelos consultores ad hoc externos: seis para o Pibic, dois para cada grande área do conhecimento, um para o Pibiti e um para o Pibic-EM. Os pesquisadores têm até 6 de agosto para indicação dos bolsistas; quem descumprir este prazo perde automaticamente o direito à bolsa, conforme consta no edital do PIICT. A responsabilidade pela execução do processo de seleção é da Coordenadoria do PIICT, liderada por Airton Costa. A supervisão é do diretor do Departamento de Projetos, Elias Machado.

O Centro Tecnológico foi um dos poucos blocos a manter o  mesmo número de bolsas para iniciação científica e continua com o maior número de bolsas na UFSC de iniciação científica: 208 no total

Fonte: http://pibic.ufsc.br/historico-e-numeros-do-pibic/ e http://agecom.ufsc.br/

Abertas inscrições para Pós-Graduação em Engenharia e Gestão do Conhecimento
Publicado em 07/07/2015 às 9:43

O Programa de Pós-Graduação em Engenharia e Gestão do Conhecimento (PPGEGC) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) abriu inscrições para o processo seletivo do mestrado e doutorado até 31 de julho. As linhas de pesquisa concentram-se nas áreas de Engenharia, Gestão e Mídia do Conhecimento.

Mais informações no site.

Autoavaliação institucional e avaliação de curso 2015/1
Publicado em 06/07/2015 às 16:15

A UFSC, por meio da Comissão Própria de Avaliação (CPA), a participação dos alunos nos processos de avaliação institucional e de curso a serem realizados em 2015/1.

A participação serve para manifestar a opinião dos estudantes da universidade sobre as práticas, políticas e atividades relacionadas ao ensino, pesquisa, extensão e gestão da Universidade. A presença na avaliação permitirá identificar pontos fortes e oportunidades de melhoria da UFSC, contribuindo para a excelência da instituição.

Confira o cronograma dos processos de avaliação em 2015/1:

- Autoavaliação institucional
De 17 a 23 de julho (período de rematrícula), para os alunos da graduação.
Em agosto, para os da pós-graduação, TAEs, professores e gestores.

- Avaliação de curso
De 17 a 23 de julho, para os alunos da graduação.
Em agosto, para os da pós-graduação.

Participe! A sua opinião é fundamental.

 

Programa complementa bolsas do CNPq para pesquisadores do setor de petróleo
Publicado em 02/07/2015 às 8:51

 

Para fomentar a pesquisa e a inovação em domínios tecnológicos relevantes ao setor de petróleo e gás no Brasil, o programa UFSC/Statoil/Ciência sem Fronteiras (CsF) lançou edital que oferece complementação de bolsas. A Statoil (empresa petrolífera norueguesa) irá integralizar o valor de bolsas de estudo já outorgadas pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) no âmbito do CsF para pesquisadores do setor.

edital está aberto, com vigência até 30 de junho de 2016.

As áreas tecnológicas prioritárias são:

- Engenharia Submarina;

- Gerenciamento de CO2;

- Estudos Carbonáticos;

- Recuperação Avançada de Reservatórios.

As complementações de bolsa são para doutorandos da UFSC que desejam realizar estágio sanduíche ou doutorado cotutela, e para professores que desejam realizar pós-doutorado na Universidade de Ciência e Tecnologia da Noruega (NTNU) e na Universidade do Texas, em Austin (EUA). A complementação também está disponível nas modalidades Jovem Talento e Professor Visitante.

Mais informações podem ser obtidas na página do programa.

Energias Limpas podem garantir eficiência energética para Santa Catarina
Publicado em 23/06/2015 às 9:24

Para driblar a crise econômica, aproveitar o potencial catarinense de geração de energia e manter-se na vanguarda do crescimento, o Governo do Estado de Santa Catarina, por meio da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDS), lançará na próxima quarta-feira, 24, o SC+Energia – Programa Catarinense de Energias Limpas. O objetivo é impulsionar a atividade econômica do setor, gerando riqueza e mais empregos, ampliando o desenvolvimento e a eficiência energética de Santa Catarina. O evento, que será realizado às 14h, no Teatro Pedro Ivo, em Florianópolis, é gratuito e aberto ao público.

“Vamos aproveitar um potencial natural para gerar empregos e desenvolver a economia, fazer um enfrentamento direto à crise de energia que o Brasil vive. Afinal, subiu muito o custo, pois estamos usando essencialmente a energia térmica, que tem um valor muito alto. Incentivando esses novos projetos, vamos contribuir decisivamente para aumentar a nossa eficiência energética”, salientou o governador Raimundo Colombo.

O SC+Energia, coordenado pela Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDS), reúne diversos órgãos e entidades do Governo estadual. A ideia é fortalecer principalmente as energias consideradas limpas e renováveis, como Pequenas Centrais Hidrelétricas (PCHs), Centrais Geradoras Hidrelétricas (CGHs), Eólica, Solar e Biomassa. “São atividades de baixo impacto ambiental, menor que as fontes de energia com origem nos combustíveis fósseis. Os projetos previstos podem gerar mais de 1 GWh (gigawatt-hora), o que exigirá investimentos bilionários”, explica o secretário da SDS, Carlos Chiodini.

O Estado conta com 68 projetos de PCHs já com licença para instalação (LAI) e 40 à espera dessa licença. Há, ainda, 130 projetos de PCHs, 96 empreendimentos com licença de operação emitida (LAO) e 17 unidades, entre eólicas e fotovoltaicas, requerendo licença ambiental prévia (LAP).

 

Entenda a participação de cada instituição no SC+Energia

SDS – Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável

As empresas interessadas em participar do programa terão que se inscrever no Grupo Permanente de Energia da SDS, que envolve diversas entidades do Governo e da iniciativa privada. Por meio de uma chamada pública, o empreendimento será avaliado por este comitê e, sendo aprovado, ele ingressa no programa.

Jucesc – Junta Comercial do Estado de Santa Catarina

Será prestado um atendimento preferencial às empresas Sociedades de Propósito Específico (SPEs) que aderirem ao programa. O Via Azul é a criação de uma etiqueta em cor diferenciada para os casos enquadrados como empresas com capital aberto ou fechado de R$ 5 milhões ou mais. Um grupo de colaboradores atenderá a demanda de forma prioritária, apresentando sua resposta em um prazo máximo de 48 horas.

Fatma – Fundação do Meio Ambiente

Responsável pelo licenciamento ambiental, Fatma irá chamar 28 aprovados no seu último concurso, liberando uma equipe de nove profissionais técnicos experientes para atender as demandas de licença e dar agilidade legal ao processo.

SEF – Secretaria de Estado da Fazenda

A Fazenda está prorrogando para 2021 a isenção de ICMS para a cadeia produtiva do setor energético, proporcionando condições atrativas para investimentos em ampliações ou implantações de novas unidades industriais. A desoneração vale para as operações com equipamentos e bens relacionados à produção de energia eólica e solar. No caso das PCHs, serão concedidos benefícios fiscais por meio dos programas Pró-Emprego e Programa de Desenvolvimento da Empresa Catarinense (Prodec).

BRDE – Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul

Com o programa BRDE Energia será oferecido crédito para projetos de eficiência energética e energias renováveis. Serão alocados mais de R$ 60 milhões de recursos próprios para projetos nos três Estados do Sul.

Badesc – Agência de Fomento do Estado de Santa Catarina

A microgeração de energia, especialmente a solar, será financiada por linhas de crédito criadas pela instituição.

Celesc – Centrais Elétricas de Santa Catarina

Vai lançar chamada pública para a geração distribuída e comprar a energia das fontes do programa. A Celesc Geração irá aderir com contratos de compra de energia ou participando dos empreendimentos de geração. A Celesc Distribuidora também irá destinar mais de R$ 30 milhões de reais, nos próximos três anos, para a eficiência energética que serão aplicados no desenvolvimento de projetos em fontes renováveis do SC+Energia. Outro papel importante é possibilitar a conexão à rede de distribuição e dar celeridade ao exame dos pedidos de conexão para os empreendimentos.

SC GÁS – Companhia de Gás de Santa Catarina

A compra de energia pela SC Gás irá viabilizar empreendimentos de geração térmica a partir de dejetos de suínos ou de aves. Um problema ambiental que poderá ser solucionado gerando energia, além disso, aplicará recursos para P&D no desenvolvimento de projetos inovadores em biogás.

 

O quê: Seleção para tratamentos estéticos.

Quando: 24 DE junho.

Horário: 14H.

Onde:Teatro Governador Pedro Ivo  – Rod. SC 401, Km5, nº 4600

Centro Administrativo, FlorianópoliS – SC

Matrícula para o Sisu deve ser efetivada dias 19, 22 e 23 de junho
Publicado em 19/06/2015 às 16:21

O MEC divulgou o resultado do segundo processo seletivo de 2015. A UFSC ofereceu  339 vagas remanescentes em 12 opções de cursos, no cinco campi. Acesse aqui o resultado.

Será apenas uma chamada para matrícula, que deve ser efetivada no dias 19, 22 e 23 de junho na coordenadoria de curso do campus em que o candidato foi selecionado.

Se não for aprovado para o curso escolhido como primeira opção, o candidato pode fazer parte da lista de espera. Para tal, deve entrar no site do Sisu de 15 a 26 de junho e clicar no botão que corresponde à confirmação de interesse em participar da lista de espera. A UFSC  deve informar, até 26 de junho, as vagas ainda disponíveis .

Leia a portaria de matrícula – dispõe sobre as normas da matrícula inicial dos candidatos selecionados

Mais informações na página do Vestibular UFSC 2015 – Sisu.

  • Administradores do Site
  • 1960 - 2015 - Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) | Central Telefônica - (48) 3721-9000 |
  • Última atualização do site foi em 29 de julho 2015 - 16:17:37