UFSC » Centro Tecnológico
Centro Tecnológico da UFSC

Conheça o CTC!
Publicado em 13/05/2014 às 11:01

O Centro Tecnológico da Universidade Federal de Santa Catarina vem escrevendo uma história de excelência e prestígio tanto dentro quanto fora do Brasil. O Centro atualmente com 10 departamentos, 15 cursos de graNova imagem para o vídeoduação e 13 programas de mestrado e doutorado conceituados a nível nacional. Para os interessados em conhecer um pouco mais sobre esta longa e bem-sucedida trajetória foi preparado um vídeo institucional que conta um pouco sobre os ambientes, espaço de aprendizado e reconhecimento do Centro Tecnológico atualmente.

(PARA ASSISTIR O VÍDEO BASTA CLICAR NA IMAGEM  AO LADO E APERTAR PLAY)

(Watch with English subtitles here)

 

Departamento de Engenharia Mecânica recebe Forno de Aquecimento Resistivo único na América Latina
Publicado em 04/12/2014 às 12:06

Na última terça-feira foi realizada a entrega do primeiro Forno de Aquecimento Resistivo de Alto Vácuo da América Latina no Departamento de Engenharia Mecânica (EMC) da UFSC. Fruto de uma parceria com a Petrobras e de projetos de pesquisas desenvolvidos pelo Departamento, ele é capaz de efetuar soldagem por difusão em altas temperaturas, pressão e vácuo. O forno entregue aos Laboratórios de Engenharia de Processos de Conversão e Tecnologia de Energia(LABTUCAL/LEPTEN) foi feito sob encomenda e é o único do mundo em suas especificações.

Tais especificações permitem que o forno desempenhe importantes funções. Uma das mais importantes é a capacidades de poder soldar trocadores de calor compactos, utilizados em diversos ramos da indústria, incluindo a petrolífera. É capaz de fazer soldas em aço inox em temperaturas de até cerca de 1700°C.

O forno já se encontra pronto para funcionamento e passará a ser utilizado a partir de fevereiro, quando técnicos da empresa alemã que o construiu treinarão os pesquisadores do LABTUBAL/LEPTEN a utilizá-lo.

Empresas de TI associadas a modelos verticais de negócios crescem o dobro em relação a média estadual
Publicado em 04/12/2014 às 10:14

A organização de empresas de tecnologia no âmbito das Verticais de Negócios da Associação Catarinense de Empresas de Tecnologia (ACATE) favoreceu o crescimento acima da média de algumas organizações catarinenses. Um levantamento promovido pela entidade junto a 67 empresas verticalizadas indicou crescimento de 37,8% no faturamento, contabilizando R$ 472,6 milhões em 2012 e R$ 651,2 milhões no ano seguinte. Segundo o vice-presidente da Associação, Everton Gubert, o indicador é positivo, ficando do crescimento médio nacional das empresas de TI de 10% e 15% e também sobre a indústria, que cresce a uma média de 1 a 2% ao ano.

O volume de recursos públicos captados como fomento para PD&I também cresceu, porém o número ainda é muito pequeno, e representa um dos gargalos do setor: a carência por mais recursos que estimulem o investimento em inovação nas diferentes fases da vida da empresa. Por outro lado, o levantamento mostrou expansão significativa nos investimentos privados realizados em PD&I, chegando a R$ 36,6 milhões em 2013, o que representa 78% dos investimentos das empresas em PD&I (+ 47,5% em relação ao ano anterior).

Em contrapartida, quase não houve alteração no faturamento decorrente de exportação, de R$ 26,6 milhões em 2012 para R$ 26,7 milhões em 2013. Segundo Gubert, o resultado ilustra uma perda de competitividade externa do país, já que no âmbito interno o crescimento no mesmo período foi considerado satisfatório. Entre 2012 e 2013, as empresas verticalizadas da ACATE também constaram crescimento de 9,7% no número de colaboradores, passando de 3.623 colaboradores em 2012 para 3.973 neste último ano.

O modelo de Verticais de Negócios da ACATE nasceu no final de 2009 e atualmente conta com 12 Verticais, nas áreas de Sustentabilidade, Energia, Cloud Computing, Educação, Games, Governo, Manufatura, Saúde, Segurança, Telecom, Agronegócio e Têxtil. Juntas, contabilizam 123 empresas participantes.

Doutorando da vence dois prêmios na área da Engenharia Civil
Publicado em 28/11/2014 às 13:54

O trabalho de doutorado do aluno Joe Villena del Carpio venceu dois prêmios, um no 8° Seminário Nacional de Modernas Técnicas Rodoviárias e o outro concedido pela Associação Catarinense de Engenheiros (ACE). A tese “Uso de Pigmentos de óxido de Metais Mistos na Pavimentação para a Mitigação da Ilha de Calor Urbano” foi escolhida no seminário como a melhor tese desenvolvida na área de infraestrutura viária no âmbito das Universidades brasileiras no biênio 2012/2014, além de vencer o prêmio “ACE 80 anos de Inovação”, respectivamente. Orientada pelo professor Glicério Trichês do Programa de Pós-graduação  em Engenharia Civil, a tese pode ser acessada diretamente através do link http://tede.ufsc.br/teses/PECV0921-T.pdf.

Santa Catarina recebe programa de aceleração corporativa inédito no estado
Publicado em 26/11/2014 às 16:17

 seniorEmpresas de base tecnológica que buscam apoio para desenvolvimento e colocação no mercado contam com uma oportunidade inédita em Santa Catarina: o programa de aceleração corporativa Inove Senior. Idealizado pela Senior, uma das maiores fabricantes de sistemas de gestão do Brasil, o programa irá selecionar até dez ideias inovadoras relacionadas a conceitos como mobilidade, cloud computing, Big Data e Internet das Coisas, para serem desenvolvidas no período de nove meses – média de tempo superior aos programas de aceleração tradicionais. O processo seletivo está aberto até dez de fevereiro de 2015 e as inscrições podem ser feitas através do site http://www.inovesenior.com.br/

Os projetos selecionados pela Inove Senior receberão aporte inicial de R$ 40 mil cada e as empresas ficarão sediadas em Florianópolis. Após os nove meses de aceleração, as startups que demonstrarem alto potencial de crescimento e valor de mercado estimado de R$ um milhão vão receber um aporte adicional de R$ 200 mil da Senior.

Apesar de já ser difundido no exterior, com exemplos emblemáticos como Samsung Accelerator e Microsoft Accelerators, o conceito de aceleradora corporativa ainda é recente no Brasil. De acordo com o coordenador do Inove Senior, Alexander Prado, trata-se de uma oportunidade singular para as empresas nascentes que buscam não só apoio financeiro, mas também crescimento orgânico. “A aceleração corporativa prevê uma troca. Enquanto a startup desenvolve uma solução que poderá agregar valor à empresa que está apoiando a ideia ou até mesmo abrir um novo nicho de atuação, fomentando a inovação, a empresa já consolidada facilita o acesso à escala, infraestrutura, conhecimento e relações de mercado já estabelecidas”, explica.

Sobre o Inove Senior

O Inove Senior é um programa de aceleração de startups que oferecerá aporte, know-how e acesso ao mercado para até dez ideias inovadoras nas áreas de software e aplicativos para que se desenvolvam e atinjam valor de R$ 1 milhão em até nove meses. As inscrições podem ser feitas até dez de fevereiro de 2015 pelo no site oficial do programa. A iniciativa do projeto é da empresa Senior, uma das maiores fabricantes brasileiras de sistemas para gestão empresarial.

Sobre a Senior

A Senior é uma das maiores desenvolvedoras de sistemas de gestão no Brasil. Além de desenvolver uma das mais completas soluções para gestão de pessoas do mercado, disponibiliza produtos e serviços integrados para gestão empresarial, gestão de acesso e segurança e um pacote completo de implantação, consultoria e suporte em TI.

Também disponíveis na modalidade Cloud Computing, as soluções da companhia atendem empresas de todos os portes dos mais diversos segmentos econômicos e localizadas em várias regiões do País.

Fundada em 1988 em Blumenau (SC), possui seis filiais (São Paulo, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Mato Grosso do Sul e Pernambuco) e cerca de cem canais de distribuição em todo o Brasil, totalizando três mil pessoas envolvidas – entre colaboradores, parceiros comerciais e canais de distribuição.

 

Texto adaptado do original de Larissa Cabral

Professores da UFSC lançam livro sobre a criação de aplicativos para Android
Publicado em 21/11/2014 às 11:52

Os professores Alberto Gómez, do Departamento de Engenharia Civil, e Antônio Carlos de Souza, do Departamento de Expressão Gráfica, lançaram o livro “Criando Aplicativos Android no MIT App Inventor”. Na obra são abordados todo o ciclo de vidaCapas Livro app inventor de um aplicativo desde a sua concepção, desenvolvimento, depuração, instalação do dispositivo móvel até uma eventual publicação para venda na loja do Google. O sistema operacional para telefones celulares, tablets, relógios e TVs, o AndroidOS, possui cerca de um bilhão de usuários em todo planeta.

O livro mostra como criar aplicativos utilizando o App Inventor, uma plataforma de código aberto Desenvolvido pelo Massachusetts Institute of Tecnology (MIT). A partir deste programa podem ser desenvolvidos diversos aplicativos diferentes nesta plataforma. A obra dá um enfoque especial aos recursos mais utilizados na programação de dispositivos móveis. Dentre estes estão recursos gráficos, de telefonia, mensagens e texto, GPS, códigos de barras, orientação, mapas e bancos de dados, dentre outros. A proposta do livro é trazer aos leitores a capacidade de desenvolver seus próprios programas a partir da perspectiva de uma plataforma simples, prática e intuitiva tal qual a proposta original do programa desenvolvido pelo MIT.

O livro pode ser encontrado nas principais livrarias de todo o país e em sites online. A sinopse com as informações contidas no livro podem ser lidas através deste link.

Professor da UFRJ realiza palestra sobre Lógica, Informática e Teoria da Complexidade nesta sexta no INE
Publicado em 13/11/2014 às 16:40

Nesta sexta-feira será realizada a palestra “Lógica, Informática e Teoria da Complexidade” no Instituto de Informática e Estatística (INE) do Centro Tecnológico (CTC). O evento ministrado pelo professor Francisco Antônio de Moraes Accioli Dória (UFRJ) será  no auditório Hermann Adolf Lücke às 14:00. A entrada é gratuita e aberta a toda a comunidade acadêmica e público em geral.

Mais informações podem ser obtidas pelos telefones (48) 3721-9942 e (48) 3721-9498.

Professor da mecânica ganha prêmio por suas contribuições para o setor ferroviário
Publicado em 12/11/2014 às 17:49

O professor Acires Dias do Departamento de Engenharia Mecânica (EMC) recebeu um prêmio conferido a “personalidades do cenário nacional pelos relevantes serviços prestados ao setor ferroviário brasileiro” no VI Encontro Nacional da Indústria e Operadoras Ferroviárias  (ENCONTREM). A premiação foi concedida em reconhecimento ao trabalho do professor na formatação e implantação do Campus da UFSC em Joinville e do curso de Engenharia Ferroviária e Metroviária. O evento ocorreu na última segunda-feira na cidade de São Paulo e contou com a presença do ministro dos Transportes, Paulo Sérgio Passos, e do ministro das Cidades, Gilberto Occhi, além de diversos empresários .

A premiação deu mérito as contribuições do professor Acires Dias para o setor de transportes. Ao longo dos anos o professor apresentou discussões focadas na importância das ferrovias para país. Além disso, buscou mostrar para o meio acadêmico nacional a necessidade de dar um maior enfoque à pesquisa, ensino e extensão voltada ao transporte sobre trilhos.

Aluno do POLO ganha prêmio de melhor trabalho apresentado na XX edição do CREEM
Publicado em 03/11/2014 às 13:10

O trabalho do aluno de iniciação científica dos Laboratórios de Pesquisa em Refrigeração e Termofísica (POLO), Thiago Ebel, foi premiado como o melhor trabalho apresentado no XX Congresso Nacional de Estudantes de Engenharia Mecânica (CREEM). O trabalho“Análise Experimental da molhabilidade do óleo lubrificante em superficies solidas considerando a de absorção de refrigerante” teve a coautoria de Rodrigo Recabarren e do professor Jader Barbosa. A premiação oficial ocorrerá no dia 11 de novembro no 15° Brazilian Congress of Thermal Sciences and Engineering, junto com a premiação do aluno Pedro Magalhães de Oliveira.

CREEM

Exemplo de um dos experimentos desenvolvidos para a elaboração do trabalho

No trabalho foi realizada uma avaliação experimental da molhabilidade do óleo lubrificante em peças de diferentes formatos feitas de aço carbono e condições de operação. O trabalho pode ser conferido na íntegra aqui.

Sobre o CREEM

O CREEM é realizado anualmente desde 1994, sendo promovido pela Associação Brasileira de Engenharia e Ciências Mecânicas (ABCM). Participam do evento estudantes e professores de universidades de todo o país, além de profissionais do ramo. O objetivo é discutir temas e apresentar projetos tanto da engenharia mecânica quanto nas áreas de controle e automação, engenharia de materiais e em energia e produção. Mais informações podem ser obtidas na página oficial da última edição do evento nas redes sociais.

 

CTC lança cartilha para orientar comunidade sobre os descartes de resíduos sólidos produzidos no Centro
Publicado em 30/10/2014 às 17:14

Foi divulgada a cartilha Descarte de Resíduos Sólidos do Centro Tecnológico. O manual de 16 páginas visa informar os funcionários responsáveis pela limpeza servidores e alunos do CTC sobre a forma correta de destinar os diversos tipos de lixos e resíduos produzidos no campus. Este é o primeiro trabalho do gênero desenvolvido no campus da UFSC.Descarte de Resíduos Sólidos

A Cartilha é dividida em diversos tópicos para orientar melhor os leitores. Os resíduos são divididos em “resíduos comuns” e “resíduos específicos”. O primeiro corresponde ao lixo comum produzido diariamente no CTC e que são despejados nas diversas lixeiras dos corredores, banheiros, salas de aula, etc. Já o segundo tipo é relativo aos materiais que demandam um descarte em local específico seja devido a sua estrutura ou grau de perigo para a população e o meio ambiente. Nesta categoria entram resíduos como lâmpadas, pilhas, óleos, lixo de construções e materiais recicláveis. Além de curiosidades sobre o tema, também é ensinado a conhecer e distinguir que tipos de resíduos entre papel, metal, plástico e vidro podem ou não ser reciclados.

A Cartilha de resíduos sólidos do CTC é a continuação do Plano de Gestão de Resíduos sólidos do Centro Tecnológico (PGRS). O projeto teve iniciativa quando o Coordenador de Apoio Administrativo, Eugênio Luiz Gonçalves, preocupado com a situação, fez uma parceria entre a Direção do CTC e a Empresa Júnior de Engenharia Sanitária e Ambiental (EJESAM) para elaboração de um levantamento sobre a quantidade de lixo produzido no Centro. A partir deste estudo foi elaborado o PGRS com apoio da Direção do CTC e sob a orientação de Dante Luiz Juliatto. Com isto, o CTC busca se adequar a Política Nacional de Resíduos Sólidos, aprovada em 2010 pela n° 12.305, sendo, até o momento, o único Centro da UFSC a tomar ações práticas para se adequar a esta legislação. O intuito deste plano é ser um sistema cíclico que receba com frequência novas versões com conteúdo atualizado. Esperasse que este seja um primeiro passo para sanar a ausência histórica de uma política de descarte e manejo destes materiais na UFSC. Dessa forma, a cartilha surge com o intuito de trazer informações vitais do PGRS de forma clara e resumida para que estas possam ser consultadas pela comunidade do CTC no dia-a-dia.

A cartilha está sendo distribuída aos Departamentos, à organização do CETEC, aos laboratórios, as empresas juniores, aos PETs, aos servidores e aos funcionários responsáveis pela limpeza. É possível também consultar a cartilha online assim como a versão completa do PGRS. Dúvidas e sugestões podem ser encaminhadas para o e-mail ou através do telefone (48) 3721-9837.

Estudante do POLO ganha Prêmio ABCM/Embraer 2014 na categoria melhor trabalho de mestrado
Publicado em 24/10/2014 às 15:27

O aluno Pedro Magalhães de Oliveira, dos Laboratórios de Pesquisa em Refrigeração e Termofísica (POLO) , ganhou o Prêmio ABCM/Embraer 2014 na categoria melhor trabalho no nível mestrado em engenharia mecânica, com sua dissertação “On-Water Two-Phase Flows in Return Bends”. O resultado foi divulgado no último dia 17 após uma comissão reunida na sede da Associação Brasileira de Engenharia e Ciências Mecânicas (ABCM), no Rio de Janeiro, analisar dissertações indicadas por Programas de Pós Graduação de todo o país. O trabalho orientado pelo professor Jader Riso Barbosa Junior do laboratório.bifásica

O trabalho de Pedro Magalhães de Oliveira teve como base o estudo em fenômenos conhecidos como escoamentos bifásicos em singularidades, encontrado em diversas aplicações nas Ciências Térmicas. Foram realizados experimentos para estudar a influência da singularidade (raio de curvatura, orientação do escoamento) sobre parâmetros de projeto como a queda de pressão por atrito e a variação da fração de vazio na curva. Foi utilizada uma câmera lenta para gravar e analisar estes fenômenos de intermitência e reversão do escoamento, típicos de escoamentos bifásicos, na região da curva. Também foi investigado o desenvolvimento hidrodinâmico do escoamento bifásico a montante e a jusante da singularidade.

A dissertação premiada já foi reconhecida em congressos nacionais e internacionais. Dois artigos foram no periódico de maior prestígio na área de escoamento multifásicos, o Int. Journal of Multiphase Flow. O primeiro artigo é o Pressure drop and gas holdup in air-water flow in 180° return bends e o segundo é intitulado Developing air-water flow downstream of a vertical 180° return Bend. Também foi disponibilizado um vídeo com uma compilação dos fenômenos observados disponível aqui.

Sobre o Prêmio ABCM/Embraer 2014

A comissão responsável pela escolha dos vencedores foi composta por foi composta por nomes renomados na área. Compuseram a mesa os professores Aristeu da Silveira Neto, Armando Miguel Awruch, Eve Maria Freire de Aquino, João Luiz Filgueiras de Azevedo, Luís Fernando Figueira da Silva, e o representante da Embraer, Dr. Olympio Achilles de Faria Mello.

Também foram premiados o melhor trabalho de conclusão de curso de graduação “Dinâmica de Bolhas em Meio Magnético: Formulação, Modelagem e Controle”, de autoria de Sara Malvar Mauá, da UnB. Na categoria, recebeu menção honrosa o trabalho “Projeto de Triciclo Destinado à Prática de Atividades Fisioterapêuticas”, de autoria de Henrique Zenker dos Santos, da UNISINOS. A dissertação “Parâmetros Térmicos de Solidificação, Microestrutura e Resistência Mecânica de Ligas Eutéticas Sn-0,7%Cu-(xNi)”, de autoria de Bismarck Luiz Silva, da UFSCar, recebeu menção honrosa pela comissão. Foi premiada ainda a melhor tese de doutorado, intitulada “Micromecânica e Microhidrodinâmica de Suspensões Magnéticas”, de autoria de Rafael Gabler Gontijo, da UnB. Recebeu menção honrosa na categoria a tese “Desempenho Termodinâmico do Corpo Humano e seus Subsistemas. Aplicações à Medicina, Desempenho Esportivo e Conforto Térmico”, de autoria de Carlos Eduardo Keutenedjian Mady, da USP, São Paulo.

Versão adapta. Original publicado em 21/10/2014, disponível no endereço http://www.polo.ufsc.br/portal/br/noticias/item/145-aluno-do-polo-recebe-pr%C3%AAmio-abcm-embraer-de-melhor-disserta%C3%A7%C3%A3o.html#.VEqMe_ldVEL

  • 1960 - 2010 - Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) | Central Telefônica - (48) 3721-9000
  • Última atualização do site foi em 19 de December 2014 - 17:52:23